terça-feira, 28 de agosto de 2012

Crimes da Nestlé são acobertados por autoridades e imprensa brasileira


As águas turvas da Nestlé: Se a grande imprensa brasileira, misteriosa e sistematicamente, vem ignorando o caso, o mesmo não ocorre na Europa, onde o assunto foi publicado em jornais de vários países, além de duas matérias de meia hora na televisão

Ao invés de aplicar multas, governo de Minas Gerais é condescendente com Nestlé
Há alguns anos, a Nestlé vem utilizando os poços de água mineral de São Lourenço para fabricar a água marca PureLife. Diversas organizações da cidade vêm combatendo a prática, por muitas razões. As águas minerais, de propriedades medicinais e baixo custo, eram um eficiente e barato tratamento médico para diversas doenças, que entrou em desuso, a partir dos anos 50, pela maciça campanha dos laboratórios farmacêuticos para vender suas fórmulas químicas através dos médicos. Mas o poder dessas águas permanece. Médicos da região, por exemplo, curam a anemia das crianças de baixa renda apenas com água ferruginosa.
Para fabricar a PureLife, a Nestlé, sem estudos sérios de riscos à saúde, desmineraliza a água e acrescenta sais minerais de sua patente. A desmineralização de água é proibida pela Constituição.
Cientistas europeus afirmam que nesse processo a Nestlé desestabiliza a água e acrescenta sais minerais para fechar a reação. Em outras palavras, a PureLife é uma água química. A Nestlé está faturando em cima de um bem comum, a água, além de o estar esgotando, por não obedecer às normas de restrição de impacto ambiental, expondo a saúde da população a riscos desconhecidos. O ritmo de bombeamento da Nestlé está acima do permitido.
    Troca de dutos na presença de fiscais é rotina. O terreno do Parque das Águas de São Lourenço está afundando devido ao comprometimento dos lençóis subterrâneos. A extração em níveis além do aceito está comprometendo os poços minerais, cujas águas têm um lento processo de formação. Dois poços já secaram. Toda a região do sul de Minas está sendo afetada, inclusive estâncias minerais de outras localidades.
    Durante anos a Nestlé vinha operando, sem licença estadual. E finalmente obteve essa licença no início de 2004.
    Um dos brasileiros atuantes no movimento de defesa das águas de São Lourenço, Franklin Frederick, após anos de tentativas frustradas junto ao governo e à imprensa para combater o problema, conseguiu apoio, na Suíça, para interpelar a empresa criminosa. A Igreja Reformista, a Igreja Católica, Grupos Socialistas e a ONG verde ATTAC uniram esforços contra a Nestlé, que já havia tentado a mesma prática na Suíça.
    Em janeiro deste ano, graças ao apoio desses grupos, Franklin conseguiu interpelar pessoalmente, e em público, o presidente mundial do Grupo Nestlé. Este, irritado, respondeu que mandaria fechar imediatamente a fábrica da Nestlé em São Lourenço. No dia seguinte, no entanto, o governo de Minas (PSDB) baixou portaria regulamentando a atividade da Nestlé. Ao invés de aplicar multas, deu-lhe uma autorização, mesmo ferindo a legislação federal. Sem aproveitar o apoio internacional para o caso, apoiou uma corporação privada de histórico duvidoso.
    O terreno do Parque das Águas de São Lourenço
     está afundando devido ao comprometimento
    dos lençóis subterrâneos.
    Se a grande imprensa brasileira, misteriosa e sistematicamente, vem ignorando o caso, o mesmo não ocorre na Europa, onde o assunto foi publicado em jornais de vários países, além de duas matérias de meia hora na televisão. Em uma dessas matérias, o vereador Cássio Mendes, do PT de São Lourenço, envolvido na batalha contra a criminosa Nestlé, reclama que sofreu pressões do governo federal (PT), para calar a boca. Teria sido avisado de que o pessoal da Nestlé apóia o Programa Fome Zero e não está gostando do barulho em São Lourenço.
    Diga-se também que a relação espúria da Nestlé com o Fome Zero é outro caso sinistro. A empresa, como estratégia de marketing, incentiva os consumidores a comprar seus produtos, alegando que reverte lucros para o Fome Zero. E qual é a real participação da Nestlé no programa? A contratação de agentes e, parece, também fornecendo o treinamento.
    Sim, é a mesma famosa Nestlé, que tem sido há décadas alvo internacional de denúncias de propaganda mentirosa, enganando mães pobres e educadores, para substituir leite materno por produtos Nestlé, em um dos maiores crimes contra a humanidade.
    A vendedora de leites e papinhas “substitutos” estaria envolvida com o treinamento dos agentes brasileiros do Fome Zero, recolhendo informações e gerando lucros e publicidade nas duas pontas do programa: compradores desejosos de colaborar e famintos carentes de comida e informação. Mais preocupante: o governo federal anuncia que irá alterar a legislação, permitindo a desmineralização “parcial” das águas. O que é isso? Como será regulamentado?
    ATENÇÃO! A NESTLÊ E A COCA-COLA ROUBAM A ÁGUA BRASILEIRA SECANDO OS RIOS  E DESMINERALIZANDO A ÁGUA QUE VENDEM À POPULAÇÃO, ASSIM COMO A COCA-COLA QUE SEUS ADITIVOS  A LONGO PRAZO, PROVOCA DOENÇAS IRRECUPERÁVEIS VEJAM EM SÃO PAULO O ROUBO DA ÁGUA:

    Se a Nestlé vinha bombeando água além do permitido e a fiscalização nada fez, como irão fiscalizar agora a tal desmineralização “parcial”? Além do que, “parcial” ou “integral”, a desmineralização é combatida por cientistas e pesquisadores de todo o mundo. E por que alterar a legislação em um item que apenas interessa à Nestlé? O que nós, cidadãos, ganhamos com isso?
    É simples. Sabemos que outras empresas, como a Coca-Cola, estão no mesmo caminho da Nestlé, adquirindo terrenos em importantes áreas de fontes de água. É para essas empresas que o governo governa? Uma vergonha!

    Pesquisa indica filtro de barro brasileiro como mais eficiente do mundo para purificar a água

    filtro de barro brasileiro
    O ‘bom e velho’ filtro de barro brasileiro
    Nós, brasileiros, temos provavelmente o melhor sistema de filtragem de água nas mãos. Nada de purificadores, torneira de cozinha com filtros, nem galões com água mineral. O melhor mesmo para limpar a água das impurezas é o bom e velho filtro de barro.
    Segundo pesquisas norte-americanas, os filtros tradicionais de barro com câmara de filtragem de cerâmica são muito eficientes na retenção de cloro, pesticidas, ferro, alumínio, chumbo (95% de retenção) e ainda retém 99% de Criptosporidiose (parasita causador de doenças).
    Os estudos relacionados ao tema, que foram publicadas no livro The Drinking Water Book, também indicam que esses sistemas de filtro de barro do Brasil, considerados mais eficientes, são baseados na filtragem por gravidade, em que a água lentamente passa pelo filtro e goteja num reservatório inferior.
    Considerado um sistema ‘mais calmo’, ele garante que micro-organismos e sedimentos não passem pelo filtro devido a uma grande pressão exercida pelo fluxo de água.
    O processo lento é o que o diferencia dos filtros de forte pressão, que recebem água da torneira ou da tubulação, os quais são prejudicados exatamente pela força da água, o que pode fazer com que micro-organismos, sedimentos ou mesmo elementos químicos, como ferro e chumbo, cheguem ao copo do consumidor.
    Carla Klein, Correio da Cidadania  - http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/08/crimes-da-nestle-sao-acobertados-por-autoridades-e-imprensa-brasileira.html
    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/05/filtro-de-barro-brasileiro-e-o-mais-eficiente-do-mundo.html
    http://www.nna1.hpnr.com.br/not/2012/set/not11.html

    quarta-feira, 23 de maio de 2012

    Tráfico de Orgãos – Ajuda israelense no Haiti tem um alto preço



    Infelizmente o tráfico de Órgãos, a prostituição, a prostituição infantil, a pedofilia, tornou-se negócio rentável para pessoas sem caráter, sem escrúpulos, em todo o mundo. Devemos sim, entender estas tramas sórdidas e alertar a população mundial para estes ocorridos.
      
    T. West, Presidente da AfriSynergy Productions e líder respeitado do Movimento da Solidariedade Negra, enviou comunicados urgentes para que os haitianos se protejam contra os médicos da Forças de Defesa Israelense. West forneceu evidências de que a IDF têm feito o mesmo que fazem com jovens palestinos e por isso tem sofrido seguidos ataques por parte dos Sionistas, com o intuito de silenciá-lo. (vídeo em inglês) com dispositivo pelo google de tradução da legenda para o português.


    Já era de se duvidar da “bondade” do exército israelense no Haiti. Em troca de um hospital de primeira classe, cobram um preço alto, muito alto: Está sendo constatado a extirpação de órgãos de crianças haitianas – disfarçado de “ajuda humanitária” – para o comércio internacional.

    Nesse quesito os israelenses são formidáveis, conforme já vêm demonstrando com as crianças palestinas.

    O Primeiro Ministro Haitiano Jean-Max Bellerive já confirmou em muitas matérias que exploradores internacionais estão tirando vantagem do terremoto de 7 graus que ocorreu no Haiti no último dia 12, traficando crianças órfãs e órgãos de haitianos mortos. Uma das entidades acusadas é a Força de Defesa Israelense (IDF), que montou um hospital clandestino em um campo de futebol de Port-au-Prince logo depois do terremoto. A IDF tem um registro confirmado de extração de rins, fígados, corações, córneas e outros órgãos e tecidos transplantáveis de Palestinos na Terra Santa.

    Mídias do México, Espanha e CNN International já tocaram no assunto.

    Rosenbaum foi preso em julho de 2009, depois de tentar configurar uma venda de rim para um agente disfarçado do FBI, que fingiu ter um tio doente.  Estados Unidos proibições conhecer as pessoas direito a participar na compra ou venda de órgãos para transplante.  Um mês antes da prisão de Rosenbaum, um relatório publicado no jornal sueco Aftonbladet, acusado de seqüestrar soldados israelenses palestinos na Cisjordânia ocupada e Faixa de Gaza para os seus órgãos. MN / MHB / HN.


    Levy Izhak Rosenbaum (L) chega com seus advogados, Richard Finkel (R) e Ronald Kleinberg (C), por sua decisão em Trenton, NJ na quarta-feira, 11 julho, 2012.
    Levy Izhak Rosenbaum (L) chega com seus advogados, Richard Finkel (R) e Ronald Kleinberg (C), por sua decisão em Trenton, NJ na quarta-feira, 11 julho, 2012. Um israelense com sede em Nova York é condenado à prisão por comprar rins de pessoas vulneráveis ​​nos territórios ocupados e vendê-los aos pacientes nos EUA, e ao mesmo tempo fazendo milhões de dólares no processo.

    Rosenbaum. Entre as piores máfias de órgãos estão as pertencentes à Israel Sionista e certos cultos judaicos. Em 2009 o FBI prendeu seis rabinos por tráfico de órgãos humanos entre New York, New Jersey e Israel Sionista. A “Máfia dos Rabinos” fez dezenas de milhões de dólares em órgãos humanos e lavaram o dinheiro através de sinagogas e campanhas de doação por telefone para instituições de caridade judaicas, semelhante ao Teleton e Criança Esperança.

    Judíos y el tráfico de órganos.



    Escândalo político varre Nova Jersey
    Em investigação de dez anos sobre corrupção, FBI prende prefeitos, rabinos e funcionários públicos
    Delitos vão de lavagem de dinheiro a suborno e tráfico de órgãos; caso pode abalar disputa ao governo estadual ao tirar foco da economia
    Chip East/Reuters

    Suspeito chega algemado a tribunal de Newark, em Nova Jersey; 
    ação contou com 200 agentes
     
    JANAINA LAGE
    DE NOVA YORK
    Prefeitos, funcionários públicos e rabinos estão entre os principais acusados de um grande esquema de corrupção investigado pelo FBI nos Estados norte-americanos de Nova York e Nova Jersey. Na última quinta-feira, 44 pessoas foram detidas com acusações que vão desde corrupção a lavagem de dinheiro e tráfico de órgãos.
    Mais de 200 agentes do FBI foram espalhados em Nova Jersey e Nova York para fazer prisões e incursões em casas e escritórios. O caso surpreendeu até a população de Nova Jersey, Estado em que casos de políticos envolvidos em corrupção resultaram na condenação de mais de cem funcionários públicos desde 2001.
    O prefeito de Hoboken, Peter Cammarano, com apenas três semanas no cargo, está entre os acusados, assim como os de Secaucus e Ridgefield. Além de autoridades locais, a investigação envolveu líderes religiosos.
    A investigação se estendeu ao longo de dez anos, mas o caso começou a avançar, de fato, a partir de 2007, com a ajuda de um informante identificado como Solomon Dwek, um empreendedor imobiliário falido que havia sido preso em 2006 sob acusação de fraude bancária. Dwek passou a colaborar com o FBI depois de ser preso por ter passado um cheque sem fundos de US$ 25 milhões para um banco em Nova Jersey.
    "O problema da corrupção em Nova Jersey é um dos piores, se não o pior, do país", afirmou Ed Kahrer, agente do FBI encarregado da investigação. Segundo ele, a corrupção já se tornou "um câncer" na cultura política do Estado.

    Esquema duplo
    As autoridades encontraram dois esquemas distintos.
    Inicialmente, representantes da comunidade de judeus sírios são suspeitos de lavar dinheiro por meio de organizações de caridade. A ação consistia em receber cheques dos negócios, cobrar uma taxa e devolver dinheiro vindo principalmente de Israel e de um banco suíço. Para se aproximar do esquema, o informante se apresentou como alguém envolvido na falsificação de bolsas de grife, como Gucci e Prada. O rabino-chefe da comunidade judaica síria nos EUA, Saul Kassin, é um dos investigados.
    O caso se desdobrou para corrupção pública quando um contato da lavagem de dinheiro apresentou a Dwek funcionários públicos com ligações políticas. Dwek passou então a se apresentar como um empresário disposto a construir arranha-céus ou projetos a funcionários públicos e prefeitos.
    Ele oferecia US$ 5.000 em dinheiro para uma campanha ou como suborno e prometia mais fundos. Em um episódio, chegou a repassar US$ 97 mil dentro de uma caixa de cereais.
    O prefeito de Hoboken, por exemplo, é acusado de ter recebido US$ 25 mil em suborno. O político teria dito que "poderia ser acusado e ainda assim receber de 85% a 95% dos votos". A maior parte dos acusados foi solta sob fiança.
    Durante a investigação, Dwek se deparou também com um suspeito de ser traficante de rins do Brooklyn, Levy-Izhak Rosenbaum. Ele é acusado de se aproximar de pessoas em dificuldade, principalmente em Israel, e convencê-las a vender o rim por US$ 10 mil, para então vender o órgão por US$ 160 mil nos EUA. Em conversas, Rosembaum diz atuar no tráfico há dez anos.
    O episódio poderá ter consequências políticas na eleição para governador em novembro, por desviar a atenção da economia para o histórico de corrupção do Estado.
    O democrata Jon Corzine, que tenta a reeleição e conta com o apoio do presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou que "a escala de corrupção que estamos vendo nesse caso é simplesmente inaceitável e não pode ser tolerada".
    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mundo/ft2507200904.htm
     
    Vejam, estes escândalos, vem de muito tempo:


    Ha'aretz JORNAL NEWS:
    quarta-feira, 12 de dezembro, 2001 (27 do mês de Kislev, no ano 5762) Israel
    por Ran Reznick

    As autoridades romenas estão buscando possíveis relações entre as agências de adoção israelenses e uma rede global dedicada à venda de órgãos para transplante.




    quarta-feira, 16 de maio de 2012

    DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - ECO ARMAS OU ARMAS DO CLIMA.

    Prezada Ministra do Meio Ambiente Izabella Mônica Vieira Teixeira.
    DDD (61) Telefones: 2028-1057/1289
    Esplanada dos Ministérios, Bloco B, 5º andar
    70068-900 - Brasília - DF
    FAX: (61) 2028-1756
    (gm@mma.gov.br)


    Rumo a Rio+20 ocasião em que no Brasil estarão reunidas autoridades de todo o mundo, além de debaterem o Assunto: DESENVOLVIMENTO  SUSTENTÁVEL, sugiro para completar o objetivo do projeto, que seja exposto também o Assunto: HAARP- ECO ARMAS OU ARMAS DO CLIMA.

    Pela minha luta incessante solicitando às governanças, a ONU, a OMS ponderação para os problemas que afligem a humanidade, SEI HOJE, como prevalece a omissão e conivência aos interesses do imperialismo-sionistas, que agem sem respeito, com a finalidade de tomarem o controle do planeta e seus recursos, agredindo os povos do mundo, utilizando também a HAARP que além de arma para modificar o clima, utilizam programas desenhados para remover a inteligência das pessoas, retrogredir o povo; submetendo a humanidade à escravidão.

    Para camuflarem seus intentos criminosos, usaram como farsa o Slogan: Aquecimento Global.

    Alguém a quem Tesla ensinou a tecnologia para o Bem, usou a mesma tecnologia para o Mal, na construção de máquinas para destruição da humanidade. http://ondastesla.blogspot.com.br/2011/02/quem-controla-armamentos-escalares.html

    O que se passa no mundo hoje: um ataque à classe média, para normalizar a sociedade no modelo desejado pelo imperialismo: um povo uniforme e ignorante. Vemos também que a maior preocupação dos imperialistas é evitar que o povo adquira os meios que está a usar para reduzir a humanidade a escravidão.

    As normas federais brasileiras, obrigam a observância das posturas estaduais bem como  a constitucionalidade da Lei N.10995/01 a preservação da saúde e a aplicação do princípio de precaução. Assegurando a população, o direito de viver com dignidade. 

    Não podemos esquecer que a radiação que cura, também mata.

    A OMS, a Organização Mundial de Saúde, anunciou que a radiação dos telefones celulares pode causar câncer cerebral em seres humanos. Assusta mesmo! Segundo os estudos, o uso do celular por mais de 30 minutos por dia, durante dez anos, aumenta em até 40% o risco de uma pessoa desenvolver um tumor cerebral. "Nos últimos 10/15 anos, o  volume de radiação eletromagnética que o ser humano está sofrendo, vindo de fontes  diversas, não tem precedente na história da humanidade", afirma Marcelo Zuffo, professor  da Escola Politécnica da USP.
    Em resposta à OMS, os fabricantes de celulares disseram que os aparelhos não causam câncer por produzirem ondas de radiação “não-ionizada”, ou seja, fracas demais para  causar danos a um DNA. Confirmado danos mentais na população das megacidades. Só o tempo dirá quem tem razão? Prevalece a opinião  dos fabricantes?  NO BRASIL A ANATEL É OMISSA, E A ONU NADA FAZ PARA INIBIR À AÇÃO  DOS IMPERIALISTAS DO CAPITALISMO.  http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22348135 

    Solicito da Excelentíssima Ministra Izabella Mônica Vieira Teixeira, em nome do desenvolvimento sustentável do planeta, que seja incluída como pauta no Rio+20 os destaques acima, cobrando dos representantes mundiais presentes, interessados no Desenvolvimento Sustentável, solução para os problemas criados pelos imperialistas capitalistas, sem gestão ou normas eficientes, afetando o prosseguir da humanidade.

    Com todo o respeito,
    cidadã brasileira,
    Marilda Oliveira - SP
    oliveira.marilda@terra.com.br

    terça-feira, 8 de maio de 2012

    ¡Piratas! - Somália 13 Translation(s) | dotSUB

    ¡Piratas! - 13 Translation(s) | dotSUB

    drone o zangão será utilizado para monitoramento

    Esperamos que o drone ou zangão, não seja utilizado pelos países desenvolvidos, para lançarem Chentrails nos países em desenvolvimento...



    Armas de guerra robóticas




    Postado 2010/09/30

    PACIFIC OCEAN (21 de setembro de 2010) BQM-74E drones são criados para o lançamento no convés de vôo do míssil guiado Arleigh Burke destróier USS Lassen-classe (DDG 82) durante um exercício Valiant Shield 2010 míssil. Lassen é atribuído a Destroyer Squadron (DESRON) 15 e é voltada para o implantado em Yokosuka, no Japão. (Marinha dos EUA por foto de Controlman do fogo de 2 ª Classe Roberto Ruvalcaba / Lançamentos)



     predatordrones controlled by the CIA's
    A palavra drone, em inglês, quer dizer zangão.  
    A confiança em armas de guerra robóticas aumentou exponencialmente, desde a administração Bush para a administração Obama, com muito pouco debate e discussão públicos significativos. Mais do que nunca, é verdade que os EUA não querem que os seus pilotos façam parte do cenário de guerra; não há assim tanto interesse no consentimento da opinião pública.  O Pentágono pediu um orçamento de 5 bilhões de dólares para desenvolver e produzir essas máquinas até o final de 2012. Como os drones não põem a vida de americanos em perigo, a chance de a verba ser aprovada é grande. O ataque de um drone Predator matou “acidentalmente” 15 afegãos em 2010. drones com altitudes que podem chegar a 18.000 metros, drone, recebe ordens de qualquer lugar do globo, por meio de satélites. Armado de mísseis guiados por laser, raramente erra o alvo identificam veículos e pessoas no chão em questão de segundos. O que vem em seguida pode ser uma surpresa desagradável. Um disparo preciso, e o inimigo é eliminado. Kadafi teve seu comboio interceptado por um drone.  Osama Bin Laden teve sua casa no Paquistão vigiada por um drone durante meses. A Força Aérea dos EUA informa que para pilotar à distância são necessários 168 técnicos para manter no ar durante 24 horas um drone Predator; e 300 técnicos para fazer voar um drone Global Hawk pelo mesmo período. http://articles.latimes.com/2011/dec/29/world/la-fg-drones-civilians-20111230

    quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

    CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO FEMA SÃO ATIVADOS NOS EUA!!!


    Campos de Concentração que comportam 1 MILHÃO DE PESSOAS

    Tudo está convergindo! Os famosos Campos de Concentração da FEMA (Agência Federal de Administração de Emergências) foram ativados nos Estados Unidos. No exato momento em que estamos às vésperas de um Colapso Financeiro total, que a Terceira Guerra Mundial está nos assombrando e que o Congresso Americano autorizou o uso irrestrito das forças armadas contra a população civil do país.

    Leiam:

     

    http://redecastorphoto.blogspot.com/2012/02/pepe-escobar-georgia-nao-sai-da-cabeca.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+redecastorphoto+%28redecastorphoto%29

    terça-feira, 31 de janeiro de 2012

    Avião lança Chemtrails ou, Agente Laranja sobre a Floresta

    Agent Orange (herbicida altamente tóxico perigoso) está sendo usada para devastar Amazônia brasileira. 

    ATENÇÃO  AUTORIDADES BRASILEIRAS: FFAA, ABIN, PF, MPF,...

    Sabemos que as FARC atua na fronteira com o Brasil na Cabeça do Cachorro, São Gabriel da Cachoeira  Alto Solimões explorando minérios, como o urânio e outros.

    Sabemos que existe  a Guerra nas fronteiras e quem estaria usando o desfolhante Agente Laranja, para combater a droga, a plantação da cocaína. O Agente laranja foi usado na guerra do Vietnam e causa deformidades no ser humano.

    A Carta da Terra, baseada em Princípios e valores fundamentais, que norteiam pessoas e Estado no que se refere ao desenvolvimento sustentável, servindo como um código ético planetário, é uma legítima fonte formal de lei positiva. Conceitua a Humanidade como parte de um todo orgânico. Desta forma, como é dotada de Princípios e valores universais, expondo que a preservação ou uso racional dos recursos naturais é condição essencial para a conservação da espécie humana, resulta que atentar contra a biodiversidade é atentar contra a própria vida humana em escala global, constituindo-se, assim, um crime contra a Humanidade, tipificado no artigo 7 e alíneas, do Estatuto de Roma do Tribunal Penal Internacional.

    VEJAM NO FILME ABAIXO, O APRESENTADOR DIZ SER AVIÃO DOS EUA NO AMAZONAS PORÉM, NÃO É NO AMAZONAS  O LUGAR É NOS EUA, SÃO OS VERMELHOS QUERENDO DESMORALIZAR OS EUA.  VEJA:  

    Este é o Rio Missouri próximo Williston, ND EUA, não da Amazônia. localizado Graças ao Google Translate,
    https://www.youtube.com/watch?v=t12yag8WSTA

    Avião  camuflado  destruindo  a floresta Amazônica pelas drogas, minérios, biodiversidade, só pode ser das Farc, da Colômbia..


    ALGUÉM ESTÁ 
    PRATICANDO ESTE CRIME NA AMAZÔNIA

    Agente Laranja - Categoria: Desfolhante
    O agente é uma mistura de dois herbicidas: o 2,4-D e o 2,4,5-T. 
    Uso do agente laranja e os efeitos na folhagem

    O QUE FALA O IBAMA?


    O Agente laranja é uma das mais devastadoras armas de guerra moderna — e agora ele está sendo usado contra a floresta amazônica. De acordo com funcionários, fazendeiros no Brasil começaram a pulverização de herbicida altamente tóxico sobre manchas de floresta como um método secreto para limpar ilegalmente folhagem como drogas, mais difíceis de detectar esse motosserras e tratores. 

    Nas últimas semanas, um levantamento aéreo detectados cerca de 440 hectares de floresta tropical que tinha sido pulverizados com o composto — intoxicação por milhares de árvores e um número incalculável de animais, potencialmente por gerações.

    Funcionários da Agência ambiental do Brasil IBAMA foram primeiro avisados para a ilegal pulverização  por imagens de satélite da floresta na Amazônia; um sobrevôo de helicóptero na região mais tarde revelando milhares de árvores cinzas colorido e desfolhadas por produtos químicos tóxicos. 

    O omisso IBAMA, diz que o agente laranja provavelmente foram dispersada pela aeronave por um fazendeiro ainda não identificado para limpar a terra para pastagens porque é mais difícil de detectar das manipulações tradicionais que requerem motosserras e tratores. 
    O omisso IBAMA em outra parte da Amazônia, em uma investigação conduzida pela agência descobriram cerca de quatro toneladas de pesticidas à base de plantas altamente tóxicas escondido na floresta aguardando serem utilizadas. 

    Se lançado, os produtos químicos poderiam ter potencialmente dizimado cerca de 7.500 hectares de floresta tropical, matando todos os animais selvagens que aí residem e contaminação das águas subterrâneas. Neste caso, o indivíduo responsável foi identificado e agora enfrenta multas se aproximando de US $1,3 milhão. De acordo com um relatório da Folha de São Paulo, foi a última vez que tais produtos químicos foram gravados em uso pela deforesters em 1999, mas funcionários dizem dispensar o herbicida devastador pode tornar-se mais comuns como funcionários reprimir os tipos mais flagrantes de crime ambiental. 

    Reflorestadores mudaram sua estratégia porque, em um curto espaço de tempo, mais áreas de floresta podem ser destruídas com herbicidas. Assim, eles não precisam mobilizar equipes de corte de árvore e pode, portanto, ignorar a fiscalização do IBAMA, “diz Jerfferson Lobato do IBAMA. Enquanto agente laranja foi projetada originalmente para limpar a cobertura florestal em situações de combate, seu uso tornou-se um objecto de controvérsia devido ao seu impacto sobre os seres humanos e animais selvagens.









    08 de julho de 2005 • 22h02 • atualizado às 22h30   TERRA - O Departamento de Defesa dos Estados Unidos confirmou nesta sexta-feira que o desfolhador "agente laranja"  está vinculado ao desenvolvimento de diabetes em adultos.

    vídeo - não é na Amazônia e sim, nos EUA e estão pulverizando!!
    Enviado por e-mail por:
    por  em 31/01/2012
    Nesse caso em particular, recomendamos que as nossas valorosas Forças Armadas façam plenamente o uso da SEGUNDA ALTERNATIVA.... Antes que se torne tarde demais! por  em 31/01/2012

    https://www.youtube.com/watch?v=u2xr28Jevns&feature=youtu.be

    http://ciencia.hsw.uol.com.br/herbicida-agente-laranja1.htm