quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Guerras Climáticas quando as grandes potências roubam os projetos como os de Testa e de Frederico Di Carlo, para praticarem o genocídio contra humanidade.

o projeto que está sendo desenvolvido nas montanhas do Tibet pela China, atinge proporções de grande escala. Já foram instaladas cerca de 500 câmaras de combustão, mas o objetivo é chegar às dezenas de milhares. Essas câmaras queimam combustíveis sólidos, gerando iodeto de prata, um composto químico fundamental para a criação das partículas que formam a chuva, que não é criação da China, a China mente, assim como os Estados Unidos, a Rússia, Israel,... é projeto de Cientista brasileiro como links abaixo afirma. Projeto desenvolvido para aliviar possível seca  no mundo afetando a humanidade,  e não, para matar pessoas e  cidades inteiras.
China compra 900 Aviões para largar iodeto de prata e gelo seco nas nuvens controlando a Atmosfera
Resultado de imagem para iodeto de prata
Senhores governantes: Água para a vida e não para a morte. Parem de enganar a sociedade que a chuva ácida é provocada pelo meio ambiente, após a queima de combustível fóssil(gasolina, óleo diesel, gás natural etc.)
2020, o Ano Seguinte

Frederico di Marco e o projeto de chuva artificial. Brasil perdeu ocasião de ser o pioneiro

2020, o Ano Seguinte


Vídeo General Mourão e Guerras Climáticas infelizmente, sob patrocínio do Banco BTG Pactual do entreguista, privatista, dinheirista Paulo Guedes.
https://www.youtube.com/watch?v=qVGWfzMp7fA

ASSISTAM O VÍDEO COMPLETO DO TAMBÉM ENTREGUISTA GENERAL MOURÃO:
https://www.youtube.com/watch?v=9PXL8fsuUKw

o pesquisador
Ronesier Correa
2020, o Ano Seguinte Sinopse 1940, o médico e cientista Dr. Frederico De Marco é reconhecido pela comunidade científica internacional como o primeiro no mundo a conseguir comprovadamente provocar chuvas artificiais com as suas patentes. Porém, durante algumas das suas experiências em Araraquara, no interior de São Paulo, e até mesmo em Buenos Aires, a provocação não intencional de granizos gigantes e tempestades torrenciais o preocupam por ele estar sendo observado pelas grandes potências como: EUA e Rússia. 1970, o jornalista e escritor João Evangelista Ferraz escreve o livro O Manda Chuva onde denuncia que as patentes de Chuvas Artificias do Dr. De Marco foram roubadas pelas grandes potências com o objetivo de estuda-las, como uma das mais potentes armas bélicas de guerras para o futuro. Porém, o livro não é publicado e se torna uma lenda. 2010, o pesquisador Ronesier Corrêa consegue encontrar e resgatar o original do livro O Manda Chuva e passa a alertar os riscos que o Brasil enfrentaria no futuro com as Guerras Climáticas, embora não seja levado a sério pela maioria da sociedade. Porém, em 2018 o general Hamilton Mourão, candidato a vice presidente da República, avisa que estamos entrando nas Guerras Climáticas, que estas são as maiores guerras do século 21 e que alertou aos seus subordinados que vamos matar e morrer pelo clima. 2019, o Brasil atravessa uma crise ambiental e climática internacional, e uma ‘guerra fria’ se estabelece em torno do Aquecimento Global e Mudanças Climáticas. A Amazônia se torna como um primeiro ‘campo de batalha’ e as maiores potências mundiais transformam o caso em prioridade ambiental, passando a debater os rumos do clima a partir de novos projetos, como o ‘Plano B’, geoengenharia (manipulação) climática em larga escala planetária, proposta pela ONU. Porém, os próprios cientistas proponentes alertam que esta opção pode se tornar ainda mais catastrófica: Guerras Climáticas! ‘2020, o Ano Seguinte’ é mais do que um livro, é um Dossiê sobre como seriam as Guerras Climáticas de acordo com os documentos oficiais publicados nas últimas décadas. É um manual para quem quer atravessar a ‘tempestade’ e chegar em 2030 sem enfrentar o pior, é um tutorial para evitarmos as guerras climáticas e vivermos em Paz. Seja bem-vindo ao futuro!

CIENTISTA FREDERICO DI MARCO O PAULISTA QUE CRIOU A CHUVA

Um pequeno passo para Araraquara. Um Salto Grande para a humanidade!

https://jornaloimparcial.com.br/cidade/um-pequeno-passo-para-araraquara-um-salto-grande-para-a-humanidade/

Parte 01 - Matilde De Marco - 101 anos de idade... Este é um pequeno trecho dos 45 minutos de depoimento onde a magnífica senhora Matilde De Marco (101 anos de idade) faz relatos impressionantes sobre o seu tio, o médico e cientista Dr. Frederico De Marco.


Parte 04 - O Futuro é Hoje!

Visita histórica do jornalista Edson Gabriel Moysés, sobrinho neto do médico e cientista Dr. Frederico De Marco a Araraquara - SP e doação de acervo.

Frederico di Marco e o projeto de chuva artificial. Brasil perdeu ocasião de ser o pioneiro